Entendendo a Taxa de Rejeição

SEO

Taxa de Rejeição

Segundo o Google, “taxa de rejeição” (ou bounce rate) é o percentual de sessões de uma única página (ou seja, sessões nas quais a pessoa saiu do seu site na página de entrada sem interagir com ela). Ela costuma ser um número bem expressivo, que entristece muitos donos de site, que trabalham arduamente para reduzi-la.

Neste artigo vou tentar mostrar um pouco da preocupação que temos quando desenvolvemos um site ou quando reformulamos sites que sofrem de alto bounce rate.

Quando falamos de estatísticas, fatores de análise e principalmente Google, precisamos partir de um ponto: Nada é Absoluto!

Existem inúmeros motivos  que podem fazer o site ter uma alta taxa de rejeição, tendo em vista que ela é calculada em cima do número total de visitantes que entram no site e não sobre o tempo de permanência da visita. A taxa pode estar indicando que a qualidade do conteúdo está baixa ou que  a estrutura das páginas não está de acordo.

Quando fazemos uma pesquisa, no google por exemplo, e clicamos em um site  queremos encontrar logo o que procuramos. Quando esse conteúdo não aparece rapidamente, a tendência do usuário não é navegar pelo site, mas abandonar a página e procurar por outra que entregue o conteúdo mais facilmente. E isso pode gerar uma alta taxa de rejeição.

Sites One Page (sites com apenas uma página) tendem a apresentar uma taxa de rejeição altíssima, que pode ser de até 100%. Isso porque, como ele não possui mais de uma página, mesmo que o usuário veja todo o conteúdo e mantenha-se nele por certo tempo, ele não gera necessariamente uma navegação, pois só há uma página para ver.

Existem ainda sites que colocam muito conteúdo em uma única página, até artigos inteiros, o que facilita para o visitante o acesso ao material. No entanto, apesar de um alto tempo de permanência na página, uma vez que o visitante não vai para outras páginas do site, é provável que seu acesso também seja classificado como rejeição.

Eu sei que é uma ideia complexa, mas isso quer dizer que uma página que entrega tudo que o visitante quer e, por mais que ele possa passar vários minutos em seu site, ainda assim,  poderá ter problemas de rejeição. O mesmo ocorre quando ele entra, não encontra o que quer e sai.  

O problema da taxa de rejeição alta é que ela afeta o posicionamento do site nos rankings dos mecanismos de busca.

Vou apontar alguns problemas que encontramos quando fazemos o SEO de um site e vemos este cenário, dos mais simples aos mais complexos.

O mais comum é ver falta de revisões em conteúdos, conteúdos mal escritos ou sem nenhum atrativo, ou seja, eu entro no site, olho o conteúdo, não vejo nada de bom ou até mesmo, com erros sérios de gramática, logo decido que é uma página que não sinto confiança  e saio em busca de outra fonte mais confiável.

A organização é outro aspecto simples, mas que influencia bastante. O conteúdo está atirado na tela ficando impossível identificar início, meio, fim e coerência, a ponto de não saber como aplicar ele para o que estamos buscando.

Nesse ponto gosto de ressaltar a importância de conteúdos que são do tipo tutoriais, pessoas entram, acessam, fazem o que está escrito e caso o resultado seja positivo, seu site servirá de base para eles, o visitante não ficará só nesse conteúdo ele irá explorar o que mais esse site pode oferecer, pois gerou o resultado que ele queria e gerou o que o google mais busca na internet, confiança.

Outro fator que influencia bastante é a falta de atualizações, pois ao o ficar muito tempo sem colocar algo de novo no site, os mecanismos de buscas (através da falta de acesso ou de acessos com alta rejeição em um site que não tem novos links sendo adicionados na rede) percebem que não há atualizações nas páginas e começam a diminuir sua importância, o que faz com que ele caia no ranking .

Falta de links de referências, eu não acredito em sites que escrevem um artigo sem referenciar outro artigo que ele já tenha escrito, muitas vezes vocês já devem ter pesquisado por exemplo criação de sites, vocês entram no site e tem um link no meio do conteúdo dizendo: "Clique aqui e acesse nosso portfolio". Se o texto que eu produzi está coerente, trouxe a ideia do que o visitante buscava, qual a chance dele não clicar neste link? Ao fazer esse simples clique, resolvemos nosso problema de rejeição, pois ele entrou e navegou em nosso site. Todos clicam sempre? Não! Por isso é apenas uma boa prática ter os links de referência e não uma solução.

Nesses passos acima, poucas interações a nível de código devem ser feitas e já podem melhorar muito seu índice de rejeição, mas ainda temos um ponto crucial que requer um conhecimento técnico e pode ser um divisor de águas para o seu site: Ser Responsivo.

É  vital verificar se o site está funcionando bem em diferentes plataformas(celulares, tablets, computadores, notebooks, videogames e televisores).

Ter um site responsivo pode resolver o problema e diminuir bastante a taxa de rejeição.

É importante estar sempre atento a taxa de rejeição, pois ela costuma variar conforme o tempo (atualizações, novidades, novos dispositivos, entre outros fatores). Tenha um bom planejamento estratégico para suas ações de marketing digital

Observe os materiais que tem mais acessos e comece a produzir mais conteúdos relacionados a eles. E não fique triste se você não conseguir zerar sua taxa de rejeição: lembre-se que nem sempre é possível agradar a todos.


COMPARTILHAR

Veja Também


19/11/2018

Meu site não aparece nas buscas do Google!

O mais cruel dos inimigos de sites que não são otimizados é o Google. Afinal, quem avança mais do que… Leia mais

13/11/2018

Feriado Prolongado

Nesta quarta-feira, 14 de novembro, nossa cidade: Cascavel, está completando 67 anos e, em virtude deste feriado municipal, não estaremos… Leia mais

08/11/2018

Mega Show Taroba FM 2018

Marque essa data: 11 de novembro de 2018!Vem aí mais uma edição do Mega Show Tarobá FM!Atrações CONFIRMADAS:Maiara e MaraísaPaula… Leia mais